©  by IFAP. All rights reserved.

Perguntai pelas Veredas Antigas (Jr 6.16)

Por Johny Mange

Introdução

           A jornada do crente poderá ser longa ou curta, mas, seja qual for o tempo de peregrinação neste mundo, ele jamais deve desviar-se das veredas antigas nas quais trilharam os heróis da fé (Hb 11.13). A vigilância deve ser constante, pois há muitas encruzilhadas no caminho cujo fim é a danação eterna (Pv 16.25).

 

I – Por que Perguntar pelas Veredas Antigas?

  1.      Porque as novas são enganadoras. O modernismo e o mundanismo têm penetrado em muitas igrejas (2 Tm 4.3,4), levando muitos a se desviarem das veredas antigas da simplicidade, da oração, da santidade e fidelidade à doutrina bíblica (Ap 2.25). O Senhor manda nos desviarmos dessas veredas novas (Pv 1.15,16) e andarmos nas veredas da justiça (Sl 23.3).

  2.      Porque as novas estão corrompendo o santo caminho (Is 35.8).

            Muitos estão trocando as Escrituras pelos ensinos de homens e doutrinas de demônios, fazendo tropeçar os que andavam no caminho de Deus (1 Tm 4.1,2).

 

II – Quais São as Veredas Antigas?

  1.      Aquelas trilhadas pelos patriarcas, profetas e apóstolos. É o caminho do altar da oração (1 Rs 8.28), da comunhão com Deus (1 Co 1.9) e da santificação (Lv 20.7), percorrido por Abel, Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Elias e outros.

  2.      São os caminhos aspergidos pelo sangue do Cordeiro (Hb 12.24).

          Muitos estão trocando a aspersão (derramamento) do sangue de Jesus pelos prazeres do mundo – que são as concupiscências mundanas (Tt 2.12): vontades de jogar futebol, de fumar, de beber, de ver TV – dando a desculpa que é para assistir ao jornal e aos noticiários, de ir à praia, de se maquiar, de ver as coisas infrutíferas da internet, de cortar o cabelo, de falar mal dos ungidos de Deus, de ir ao teatro e cinema. Assim, amam o mundo com todas as suas obras (1 Jo 2.15) e pisam no sangue de Jesus onde receberão maior castigo no juízo final (Hb 10.29). Ai daquele...

 

III – Por que Andar nas Veredas Antigas?

  1.      Porque foram santificadas com o sangue de Jesus. Todos os que andam nelas são justificados e perdoados de todos os pecados (1 Jo 1.7).

  2.      Porque elas foram o testemunho dos pastores antigos. Deus operou em solo brasileiro e no cenário mundial através dela. E quanto a isso, a Bíblia nos ordena a andar pelas veredas e tradições bíblicas dos fiéis antigos (Pv 22.28). A doutrina de Deus fez a diferença: o Pastor Paulo Macalão, através dela, compôs, com o seu violino, 244 hinos da Harpa Cristã. Que tremendas são as veredas antigas!

  3.      Porque têm o poder do Espírito Santo para santificar. Os ensinos da Palavra e os altares da oração e consagração a Deus santificam o crente e o afastam do mundanismo e do pecado (Tt 2.14).

  4.      Os construtores de novas veredas não têm e nem dão lugar ao Espírito que santifica; não têm a alegria nem o poder espiritual dos que têm o Espírito Santo. São árvores secas, só têm casca (Jd v.12). Nós sabemos disso pelos cânticos deles: só exaltam a moral e o alto-astral da pessoa, quando o louvor é para glorificar o Criador (Rm 1.25; Sl 147.1). As mulheres andam na vaidade como a Jesabel, os jovens só escandalizam por falta de ensinamento. Será que essas são as veredas antigas? – Não! (Mt 12.33; Mt 3.8).

 

Conclusão

           É perigoso deixar as veredas antigas da Bíblia para andar em atalhos abertos por homens enganadores. As veredas de Cristo conduzem-nos à vida eterna (Mt 7.14).